Ad quid venisti




Fotografia do acervo do Blog Caminhos de Santidade. Reprodução Proibida.

Diz-se que Bernardo de Claraval perguntava com frequência para si. Embora não conhecendo a resposta exata que o Santo se dava, pode-se pressupô-la por aquilo que ele fez de sua vida monástica e por aquilo que escreveu, como síntese de sua experiência de Deus.
Condição necessária para a vida monástica é procurar verdadeiramente a Deus[1], e não de maneira fantasiosa mas, sim, prática: quem bate à porta do Mosteiro deve ser movido pelo Espírito de Deus[2].
Ora, procurar a Deus é buscar o Amor, porque Deus é Amor[3].



[1]   RB 58, 7
[2]   RB 58, 2;Cf. 1Jo 4, 1
[3]   1Jo 4, 8.16

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eucaristia: fonte e vida da Igreja

A iniciação cristã, começada com o Batismo e com a Crisma completa-se com a Eucaristia que, como alimento divino, nutre e aumenta no Home...