Pular para o conteúdo principal

Símbolos da Páscoa - Cordeiro Pacsal

Ao sair do Egito, Moisés transmitiu aos israelitas a ordem do Senhor Deus: a cada ano, no prenilúnio da primavera, todos deveriam fazer uma refeição cultual tendo como prato importante, o Cordeiro, cujo sangue, marcando os umbrais das portas, livraria seus antepassados da morte, e cuja carne serviria de sustento na caminhada através do deserto.
Jesus foi apresentado por João Baptista aos judeus como "o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (Jo 1, 29).

De fato, Jesus é o verdadeiro Cordeiro, seu Sangue liberta-nos do pecado e, na Eucaristia, faz-Se nosso Alimento neste peregrinar de volta ao Pai.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Carta ao Amor que não é amado

Hino ao Amor

Ainda que eu falasse línguas,
as dos homens e as dos anjos,
se eu não tivesse o amor,
seria como um bronze que soa
ou como um címbalo que tine.

A pacata vida de um povo: POVO marginalizado

Luiz Santinácio*
Às margens do velho rio, inúmeras comunidades, muitas delas remanescentes de tribos e/ou Nações indígenas enraizadas no solo Terra Brasilis, numa intensa relação homem-meio ambiente, naquela interação que faz crer numa co-responsabilidade e/ou naquela mútua responsabilidade; de mútua manutenção das fontes de vida que pululam no vasto horizonte da vida que visceja e insiste em proclamar vida. Dos mananciais aquíferos, muitos dos quais não mais pujantes como dantes.

Valeu e continua valendo ser teu filho espiritual: feliz dia dos Pais Afonso Henriques Salgado Chrispim

Observei, durante boa parte do dia de hoje, as diversas manifestações pelo evento Dia dos Pais. Várias postagens, em muitas ferramentas sociais, de celebridades com seus filhos e/ou filhas.
Observei, igualmente, que hoje, no Brazil, também é Dia dos Estudantes, considerando-se àquela Lei 5.692 que dava diretrizes para a Educação. Portanto, dois eventos singulares.